CAMPINAS DECOR 2017

Campinas Decor 2017 une tradição e  modernidade em imóvel da década de 1950. A 22ª edição da principal mostra de arquitetura, decoração e paisagismo do interior paulista acontecerá de 5 de maio a 18 de junho e terá diversos ambientes em contêineres.

A Campinas Decor, principal mostra de decoração, arquitetura e paisagismo do interior paulista, inova mais uma vez e abre sua 22ª edição ao público nesta sexta-feira, 5 de maio, com uma combinação inusitada de tradição e modernidade. Em uma área total de 4 mil metros quadrados, um casarão em estilo alemão da década de 1950 e contêineres que seriam destinados ao descarte convivem harmonicamente e dão vida a 45 ambientes internos e externos assinados pelos mais renomados profissionais do setor de Campinas e região.

Até 18 de junho, o imóvel instalado no número 1.591 da avenida Almeida Garret, no Parque Taquaral, bairro nobre de fácil acesso, exibirá o que há de mais moderno em artigos para decoração, revestimentos, mobiliário, luminotécnica, automação residencial e tudo o que envolve esse universo. Também propiciará ao público a oportunidade de conferir, em 14 projetos diferentes, a transformação de contêineres em espaços de moradia, trabalho e convivência.

Forte tendência de construção na Europa e Estados Unidos, devido à questão da sustentabilidade, praticidade e rapidez de montagem, na Campinas Decor eles aparecem individuais, em duplas, com mezanino, varanda e até jardim sobre o telhado, e viram garagem, bistrô e café, escritório compartilhado, pavilhão gourmet, loft, com os mais variados estilos e soluções arquitetônicas.

Se os contêineres chamam a atenção pelo inusitado, os demais espaços também impressionam com soluções surpreendentes e muitas novidades.  Inspirado no modo de vida dessa família, o time de expositores, formado por arquitetos, designers de interiores, paisagistas, engenheiros civis e engenheiros agrônomos, chegou a um resultado final marcado por projetos inspiradores, que valorizam o bem-estar, funcionalidade e sustentabilidade. Devido ao uso dos contêineres para a ambientação de parte da mostra, muitas técnicas para melhoria do conforto térmico foram apresentadas. Entre elas, o uso de placas especiais e telhado verde, que reduzem a temperatura interna do espaço.

No paisagismo, a novidade fica por conta das plantas preservadas (plantas verdadeiras que passaram por um processo de liofilização), perfeitas para compor os ambientes internos, pois não precisam de nenhuma manutenção ou irrigação e trazem a natureza para perto. Além disso, foi criado no jardim um espelho d’água para a contemplação.

Entre os estilos mais adotados está o contemporâneo, com uso predominante das cores cinza, verde, e tons neutros como nude e marrom. A madeira está presente em muitos ambientes, inclusive servindo de matéria prima para um inusitado lustre. O acabamento com aço corten também aparece como tendência. No quesito tecnologia, destaque para automação dos espaços e uma projeção de aquário na janela de um contêiner, remetendo a uma tranquila paisagem.

Fotos: Leandro Farchi

Texto: Macchina